Lição de vida


Quando estudamos em algum curso da área de saúde, sempre somos alertados que não devemos nos envolver emocionalmente  com os pacientes, mas não consigo imaginar é como conviver com pacientes por longos meses no tratamento e não criar uma amizade ou um vínculo.
É impossível falar que isto não acontece, que se consegue não criar vínculos.
São 12 horas de plantão, 12 horas cuidando de alguém que você não conhece.
Alguns nos tratam rudemente, outros carinhosamente.
Não somos robôs e nem escravos. Somos cidadãos, trabalhadores. Escolhemos uma das mais lindas profissões, que é cuidar das pessoas. São raras as pessoas que agradecem os cuidados que obtiveram em um momento de doença ou reconhecem que a equipe de enfermagem fez alguma coisa boa por elas.
Em alguns momentos do estágio conheci vários paciente e um deles estava internado há três meses, pois teve uma gravidez de risco. Logo de início ela foi mais reservada, mas quando começamos a conversar, fazer anamnese, ela abriu o sorriso e foi quando conhecemos a sua história de luta.
Todos os dias de estágio que passei neste hospital eu tinha que ir falar com ela, saber como ela estava e como estava o seu bebê e a minha maior felicidade foi vê-la sorrir de alegria  por receber alta e poder levar sua filha para casa.
Existem momentos que guardamos na lembrança. Momentos que nos dizem ainda haver esperança, que ainda existem pessoas que precisam de nós e o que nos faz tão bem acima de qualquer coisa.
Somos, além de uma equipe de enfermagem, seres humanos que precisamos ser fortes para não criarmos nenhum vínculo.
E hoje queria deixar este vídeo e que ele falasse por mim e por todos da área de saúde, por mais que as escolas nos ensine que não devemos, não podemos nos envolver emocionalmente, lembrem-se que temos sentimentos e existem pessoas que estão apenas querendo um carinho e um pouco de atenção.
Sr. David



Beijinhos

9 comentários:

  1. Olá Shirley,
    Que lindo post! Não consigo imaginar uma convivência com alguém portador de algum mal e não haver envolvimento. Eu estou do outro lado,tive um problema de saúde muito sério e agradeço a Deus todos os dias por ter encontrado profissionais lindos, visceralmente envolvidos. Foi o que me deu chão, foi o que me fez forte, foi o que me fez crer ainda mais na vida e na importância dos sentimentos partilhados, compartilhados. Quando somos o "paciente" ficamos frágeis, sensíveis e o que mais queremos é uma mão que nos dê alento, que nos conforte, um sorriso que nos diga: você é especial prá mim. É isso, humanizar essa relação, mesmo que isto custe muita dor; a recompensa disso tudo sempre vem em energias boas para quem cuida, para quem se preocupa, para quem se doa numa profissão como essa, tão linda!! Adorei o post. Um beijo de carinho...

    ResponderExcluir
  2. Shirley, eu penso exatamente o contrário, é com esta mentalidade de "não envolvimento" que gera tanto descaso por profissionais de saúde. Se eu tivesse que contar minhas experiências com estes profissionais, não sairia um comentário, sairia um post aqui e daqueles bem revoltados. Talvez por esta razão muitos já cheguem até vocês na defensiva, porque olha, tem uns profissionais de saúde que nem deveria ser chamados assim e olha que eu frequento clínicas particulares, ou seja, MEU PAI PAGA para que eu seja mal tratado. É foda... Eu tenho aversão a médicos e enfermeiros (nada pessoal com você, rs, nunca fui tratado por você) e penso que inteligência emocional seja muito importante e ao tratar com pessoas que já está vindo em um momento ruim ou péssimo de suas vidas, uma palavra amiga, uma força seja de que modo for, nem que seja com um olhar, já ajuda bastante o paciente. Há relatos de pesquisas onde pacientes que foram cuidados por profissionais bem preparados para isto, possuem uma recuperação mais rápida. E se o psicológico não fosse tão importante em lugares como hospitais, não existiriam os "doutores da alegria" cujo trabalho foi julgado um complemento devido a frieza dos médicos e demais profissionais de saúde.
    Bom domingo parceira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora que minha conexão está carregando vídeos e peço desculpas pelos erros, muitos blogueiros já estão acostumados com os meus #dedospsicopatas.
      É que eu digito com rapidez e espontaneidade, ou seja, vou colocando o que vem a mente sem revisar e por isto, saem alguns erros grotescos com o singular e plural, ou ortográficos mesmo. Acostume-se. rs.

      Excluir
  3. Ola Shirley,
    Não sou da área de saúde, mas como professor acho muito difícil que alguém consiga prestar um bom atendimento, seja uma enfermeira com seu paciente ou um professor com seu aluno, sem se envolver. Somos humanos e precisamos nos relacionar, entender a história de vida do outro para melhor prestar atendimento. Alem disso, sem qualquer vínculo profissional, ficamos felizes quando observamos as vitórias das pessoas!

    O vídeo é muito bom mesmo, e serve como reflexão para todos nós!

    Belíssimo post Shirley! Adorei...

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
  4. Uma lição de vida mesmo, hein? Sem palavras, sério mesmo...
    Beijinhos

    www.hiperbolismos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!Bom dia!
    Tudo bem?
    Texto sensível e vídeo emocionante!
    ...o estímulo para mecanismos de enfrentamento de uma doença, são fundamentais para manter a auto estima e certa estabilidade emocional do paciente.E não tem como, respeitar e estimular, se não houver uma aproximação e envolvimento destes profissionais da área de saúde com os pacientes...um paciente que é respeitado e compreendido, a quem são dispensados tempo e atenção, pode recuperar equilíbrio suficiente para manejar a ansiedade e angústia advindas da situação em que se encontra...
    Boa semana!
    Obrigado pelo carinho, viu?
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, estou visitando seu espaço pela primeira vez e aos poucos, através das postagens a gente vai conhecendo as pessoas.

    Tenho um casal de amigos que são auxiliares de enfermagem, e vou te dizer a mesma coisa que digo a eles: Você tem um dom, sério. Lidar com pessoas é muito difícil, ainda mais com pessoas que estão passando por alguma dificuldade, dificuldade de saúde então... nem se fale.

    Deve ser bem complicado mesmo trabalhar com pessoas e não se envolver, agir com um profissionalismo frio.

    Amei o texto e o vídeo. Lição de vida mesmo. Bjinhus e até a próxima =)

    http://palavrasdevalquiria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. olá Shirley querida, com um pouco de dificuldade ainda com a minha direita imobilizada, devido a uma pequna cirurgia, desculpe ai os erros hein...

    sabemos sim, que existem muitos profissionais mercenarios, que estao na profissao meramente pelo dinheiro ou status, ou algum beneficio, sei lá...mas isso é comumm em TODAS s profissiões, seja, na saude, na educação, na segurança, na alimentação, enfim...a insensibilidade do ser humano, se reflete na profissao...

    adorei o post...lindo e oportuno...

    b jos da lu...

    ResponderExcluir
  8. Lindo isso.
    As pessoas precisam entender que só se pode fazer com perfeição aquilo que se gosta de fazer, que se quer fazer.
    Acho lindo quando um profissional exerce sua função de forma agradável, feliz, satisfeito, seja ele um cozinheiro, vendedor de plano de saúde, zelador, gari, o que for. Só se faz bem feito quando se quer e se gosta de fazer.
    Essa história deste senhor eu cheguei a ver na tv. Realmente emocionante. =')

    Belo post, viu?
    Beijo!!

    Cléo - Acesse o blog Vejo Por Aí... Onde o útil, o fútil e o inútil se encontram.

    ResponderExcluir

Queridos, deixem os seus comentários depois de aprovados serão publicados. Se quiserem deixem o link do seu blog.Beijos e volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre mim!

Shirley
Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, Depende de quando e como você me vê passar.
Visualizar meu perfil completo

Link-me!


Tecnologia do Blogger.

Postagens populares

Passaram por aqui:

Pesquisar

Carregando...

Seja um seguidor

Seguir pelas redes

Blogs de amigos

Vejo por aí

Agregadores!

Colmeia: O melhor dos blogs

LinkLog

Diretório de Blogs

Assine você também!

Não Foi Acidente