De onde eles saem?


Olá queridos!!


São algumas perguntas que não consigo obter respostas... kkkk
Flanelinhas: é o apelido dado a uma figura popular, muito comum nos grandes centros urbanos. É um profissional não regulamentado, que utiliza de coação moral e ameaças físicas para conseguir remuneração dos “serviços prestados”.
Quais são esses serviços?
Olhar um carro parado.
Você chega a um local, estaciona o carro e não tem ninguém.  Você faz o que tem que fazer e quando vai chegando perto do carro, adivinha? Lá estão eles, isto mesmo “eles”, são vários. Você não sabe como, mas eles aparecem, surgem do nada e veem lhe pedindo o dinheiro do tal serviço e se você der já sabe.
Em alguns lugares, eles têm até ficha! No paço alfandega eles dão a senha com a mensagem: “Valor R$5,00. Pagamento antecipado.”.
Essa é a realidade de algumas cidades, ou melhor, de muitas.
Presenciei uma cena alguns dias atrás, um senhor estava retirando o carro do estacionamento quando um flanelinha ficou na frente do carro impedindo que ele saísse enquanto não pagasse. A quantia em dinheiro tem que ser boa, não pode ser pouco e lembrando que nem todos são ruins. Tem uns que se aproveitam da situação para aprontar.

Agora, vamos as contas:
Digamos que um flanelinha tome conta de uma rua com movimento pequeno, perto de alguns consultórios médicos e lojas. Com aproximadamente 50 carros parados por dia, ganhando R$1,00 por carro (em zona azul). No final do dia, o flanelinha terá ganhado 50 reais, mais ou menos.
Tirando a “taxa” de segurança, digamos que restem 30 reais por dia. Em uma semana, terá ganhado R$150,00.
Aproximadamente R$600 por mês, sem impostos. Fora o bolsa-família, e algum “trabalho” realizado pela esposa e filhos (pedir em sinais, vender pipocas, limpar vidros, etc.), um flanelinha tem uma renda mensal de R$900,00. Isso com uma rua de movimento pequeno imaginem um flanelinha nas grandes ruas dos centros urbanos? Nas ruas próximas de shoppings, fóruns, hospitais, faculdades, centros de compras...
Agora transforme esse valor para uma grande rua, onde um flanelinha cobra R$3,00 ou R$4,00 por estacionamento.
Em alguns casos, é melhor ser flanelinha que empregado.

PS: Não estou questionando o bom programa Bolsa família, nem outra ajuda do governo para pessoas que realmente precisam e que querem melhorar a vida de seus filhos através do estudo.
PS2: Pedir em sinais, vender coisas, limpar vidros, etc. são condições humilhantes e que alguns dos que passam por isso realmente o fazem por necessidade, mas, como tudo no Brasil, alguns o fazem por safadeza mesmo.

Beijinhos e o obrigada pela visita!





5 comentários:

  1. Sim, é verdade. Incrível.
    Você procura uma vaga, acha, estaciona e sai. Quando você volta e menos espera, o cara sai sei la de onde, véi. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Em Fortaleza o número desses flanelinhas tem crescido muito, mas a grande maioria é pra assaltar ou furtar objetos nos veículos. Infelizmente.
    Tem também os pais de família, aqueles que fazem dessa função uma verdadeira profissão, pois eles realmente guardam os carros, vigiam, às vezes até fornecem serviços extras como lavagem, polimento, essas coisas.
    O pior é quando você não tem trocado pra dar pra eles. ¬¬ Quando eles veem que você tem dinheiro e ficam em cima. Dá aquele medo, viu.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Ola !Estou seguindo seu Blog.Se puder comentar e seguir os meus 2 blogs:

    http://ganheclicandonanet.blogspot.com.br/
    http://strawberrieslike.blogspot.com.br/

    Se interessar,de uma olhadinha nos links do meu blog,maneiras garantidas e testadas de como ganhar dinheiro.Esses sites REALMENTE PAGAM,não é FRAUDE!Pois tem muitos que prometem várias coisas e não pagam nada.
    Bom,os links estão lá!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Pois é, acho um absurdo nós termos que pagar por estacionar na rua! A rua é pública! E não tem ninguém que se importe com os nossos direitos. E vamos combinar que muitos nem "cuidam" do carro, só mostram as caras quando vamos pagar e se não pagarmos, ainda corremos o risco de ter o carro arranhado ou machucado. Enfim, um absurdo total!
    Beijinhos

    www.hiperbolismos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Shirlei
    Nossa eu nunca fiz essa conta, mas dá prá tirar uma grana mesmo com essa de flanelinha. Gostei do seu blog, sempre tem alguém que incentiva a gente né? Na verdade a vontade já estava lá, só precisava de um empurrãozinho.
    Bjos. uma ótima semana.

    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Shirley,

    Tudo bem? Penso que deveria ser uma classe que pudesse ser formalizada, afinal possui um propósito e que por total indiferença da sociedade fica marginalizada. Claro que alguns apenas aparecem e representam uma grande parcela, mas penso que normatização seria ideal.

    Lu
    www.lucianasantarita.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Queridos, deixem os seus comentários depois de aprovados serão publicados. Se quiserem deixem o link do seu blog.Beijos e volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre mim!

Shirley
Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, Depende de quando e como você me vê passar.
Visualizar meu perfil completo

Link-me!


Tecnologia do Blogger.

Postagens populares

Passaram por aqui:

Seja um seguidor

Seguir pelas redes

Blogs de amigos

Vejo por aí

Agregadores!

Colmeia: O melhor dos blogs

LinkLog

Diretório de Blogs

Assine você também!

Não Foi Acidente